A mulher no Oscar

O Oscar acabou de passar, faz só uma semaninha e estamos na semana da mulher, então, vamos abordar um tema muito pertinente com essa semana e com as mudanças que tem acontecido na academia. Quem foi a única mulher a ganhar o Oscar de melhor direção?

Em 89 anos de premiação, só 4 mulheres foram indicadas para o prêmio de melhor direção. Foram elas: Lina Wertmüller, por Pasqualino Sete Belezas (1975), Jane Campion, por O Piano (1993), Sofia Coppola, por Encontros e Desencontros (2003) e por fim Kathryn Bigelow, por Guerra ao Terror (2008).

18905628_20131127121344946.jpg
(Cena do filme ‘Guerra ao Terror’)

E foi essa última que fez história na academia naquele ano. Seu filme, Guerra ao Terror (que levou também o Oscar de melhor filme) é aquela típica história patriota, sobre um soldado do esquadrão anti-bombas que só se sente em casa na guerra do Oriente Médio. Os EUA estavam na troca do governo Bush para o Obama e como os norte americanos são todos perturbados com ataque terrorista, esse filme foi até que bem a calhar com a situação do mundo naquele ano e com a escolha da academia, as coisas fazem sentido.

Mas essa vitória foi uma surpresa também, pois ela venceu James Cameron nas duas principais categoria, direção e filme, ele que estava concorrendo com o mega blockbuster, Avatar (2009) ou seja, o palho era duro.

dramatic-giphy

E digo que foi surpreso porque Kathryn é ex-mulher de James Cameron. Para você ver, acaba um casamento, a mulher leva sua casa, seu orgulho, seus filhos, metade do seu Lamborghini e leva o seu Oscar.

Bigelow, então, deu esse tapa na cara da sociedade e em 2012 fez outro filme voltado a guerra, mas com uma veia mais de espionagem, o famoso A Hora Mais Escura (2012), que fala sobre a CIA caçando/matando o Bin Laden, mas aí já foi muita jogada de marketing dos EUA, o Bin Laden tinha morrido um ano antes, era um tema muito recente para se tocar.

selma-2014-latest-hollywood-movie-watch-full-movie-online
O injustiçado do Oscar 2015 (Foto: Divulgação)

Enfim, é isso, da para ver que temos muito que aprender, que a academia de Hollywood tem que melhorar e muito, pois só 4 mulheres serem indicadas e isso que nem tô falando do vexame também que é, não ter indicado uma diretora negra, a gente viu em 2015 o papelão que foi o Oscar branco e a que a Ava DuVernay merecia uma indicação de melhor diretora por Selma (2014), mas fazer o que?! O importante é que as mudanças estão acontecendo e as mulheres merecem sim, todo reconhecimento possível, pois o mundo não seria mundo se não fossem elas.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s